quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Lady in red ou Maria das Quimeras

Vila Viçosa






Ó minha terra na planície rasa,
Branca de sol e cal e de luar,
Minha terra que nunca viu o mar
Onde tenho o meu pão e a minha casa…


Minha terra de tardes sem uma asa,
Sem um bater de folha… a dormitar…
Meu anel de rubis a flamejar,
Minha terra mourisca a arder em brasa!


Minha terra onde meu irmão nasceu…
Aonde a mãe que eu tive e que morreu,
Foi moça e loira, amou e foi amada…


Truz… truz… truz… Eu não tenho onde me acoite,
Sou um pobre de longe, é quase noite…
Terra, quero dormir… dá-me pousada!

Florbela Espanca - Charneca Em Flor

Passeio ao Campo

Rustica

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

O artista e o tempo

«…… o tempo não é uma medida, um ano nada é, e dez anos não são nada; ser artista significa: não fazer cálculos nem contas, amadurecer como uma árvore que não força a sua própria seiva e resiste, confiante, nas tempestades da Primavera, sem recear que o Verão possa não vir depois. Ele vem. Mas apenas para os que são pacientes, que estão lá como se tivessem a eternidade diante deles, despreocupadamente tranquila e distante.
R. M. Rilke

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Benfeita uma das mais lindas aldeias portuguesas

A Benfeita, freguesia do concelho de Arganil é não só uma das mais belas aldeias beiras como também uma das mais belas aldeias de Portugal. O ar é lavado,abundam o verde envolvente das árvores e o branco asseado do casario. As casas são altas como que em ânsias de tocar os céus.E as suas gentes,oh meu Deus! são da mais tocante simplicidade , da simpatia mais acolhedora que vi ate hoje. Ontem ,18 de Julho de 2010 foi a inauguração da casa Memoria José Simões Dias e eu estive lá.Para poder conhecer e ficar a amar esta terra. Onde eu e todos os que me acompanhavam fomos tratados como reis. E onde "os reis" da terra puseram de lado coroas e arminhos para se transformarem nos mais nobres servidores.
Muito obrigada gente nobre e boa da Benfeita!
Eulalia G.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Florbela aos 16 anos

Florbela Espanca vista por mim, Eulalia G.

A Cor das Palavras

Realizou-se no passado dia 29 de Maiode 2010 a Exposiçao "A Cor das Palvras". Minha e de Fernando Barros,um jovem Amarantino como eu, onde foram homenageados 2 vultos das letras portuguesas . Pela parte que me toca , Florbela Espanca e pela parte do Fernando , Agustina Bessa Luis.